Publicado en Poetisa

Mergulho

Foto: Elizand


O amigo diria que é carência, a irmã diria que é falta de ocupação.
O coração diria insônia, e a carteira diria saudade.

O namorado diria que é fome, e ele não está aqui pro suco doce. Tá cozinhando o amor, tá dormindo, e não é comigo!

O calendário diria nostalgia, o bilhete do avião diria passado! O salto alto diria preguiça, e o machista diria que é falta de louça pra lavar…

O machista tem razão, não gosto de louça, cozinho por pura necessidade básica, e sempre que possível, evito. Eu evito, sempre que possível, mas, o planeta plano, roda mais que Baiana no desfile do carnaval.

E o carnaval, é logo ali, ainda nem comprei o brilho do ano novo, ainda nem tirei o esmalte de 2011, ainda nem refiz a prova de antropologia, ainda não mergulhei de cabeça.

Façam o que quiserem, mas, esse texto é só pra reafirmar a instrução:

Não Mergulhar de Cabeça! ✔

Publicado en Pensamentos

| calmaria |

Minha palavra é CALMARIA.

Texto criado para o Desafio dos 7 dias, por Nilsa. App Meu Poema


Mais um dia começou, silencioso, calmo, vagaroso. Sem barulho de carros… Louvor dos pássaros, flores desabrochando e orvalho na janela.

Lava a louça de ontem, comida pros dogs, banho quente, escova os dentes. Beijo os filhos e saio sem café.

Sem pessoas pro bom dia, vamos trabalhar, é mais um dia, na calmaria do dia.

Bom dia!