Afogamentos

De fome, a vida não morre. Talvez, por afogamentos. Experimenta o doce, o ácido, a salivação, a curta emoção do êxtase, o sabor depois do prazer, o cheiro das vontades, o perfume exalado dos poros, o gosto dos delírios e uma pequena dose de abstinência. Ecoa… E o psicológico cobra, como tudo começa? Olhares, sorrisos,Continúa leyendo “Afogamentos”

Discorre.

Devera transcender do ponto paralisado no ar. Devera parar de sentir, deixar de acreditar; a realidade muda o ponto Não faz diferença, certezas pouco importam. Não é o começo, nem o farol na estrada, nem o ponto no fim. Sem insistência, sem desistência. Assistência?! Ciente e consciente, além das propriedades compreensíveis. É intenso. É oContinúa leyendo “Discorre.”

dose sem sede

📷 Copo das Estrelas – olha a Cassiopéia e sua filha rabiscando. – Via CognitiveSurplus De todas as interfaces da vida, adianta-se entre um compromisso e outro, e goza, nos desejos mais imperitos. Sinta o ar que abraça, e entrelaça a pele, em doses extremas, na tensão. Sinta a eletricidade do copo chocar-se com cadaContinúa leyendo “dose sem sede”