O perigo e seus riscos

Por Rubem Penz

Muito já confundi estes dois conceitos: perigo e risco. Porém, bastou uma historinha contada por um especialista em segurança para que nunca mais me referisse a um pelo outro. Disse-me o amigo que, quando estamos a dois metros de um grande cão feroz, há sempre perigo. Mas, se entre nós e ele houver uma grade, ou ele estiver contido por uma coleira, como manda o bom senso, ou uma focinheira, como manda a lei, o risco cai para perto de zero. Resta algum risco porque todo equipamento de segurança pode apresentar eventualmente falhas, ou mesmo nós podemos nos arriscar ao desrespeitar as normas de segurança. Com o cão solto na rua (ambiente sem controle), quando formos expostos, perigo e risco serão iguais. Fatais, inclusive.

Continua leyendo “O perigo e seus riscos”