Arquivo da tag: Amor

| frente |

A linha de frente não é poética, não é saborosa, nem tem cheiro de chocolate, nem aroma de rosas.

A linha de frente não é um filme romântico, não tem flores, beijos ardentes, cartas de amantes.

A linha de frente, te desmonta, te deixa despida em cima da fogueira, te deixa sem o chão pra pôr seus pés, te deixa sem poder chorar, sem poder gritar.

Engolir a lágrima que brota incessantemente na garganta, sufoca tanto, que os olhos vão petrificando, e o coração amargurando rios.

O que fazem nesta linha, nunca terão mensuráveis registros. E ainda que exista, será apenas uma gotícula de um oceano invisível.

A linha de frente é árdua e pesada, mesmo quando ainda não esteja no campo de batalha.

O café desse amargo, o almoço é engolido calado, o telefonema pros filhos é tenso, preocupado, por vezes, mais amável. O amor é apanhador dos sonhos, em tempos de pesadelos.

Esconder o real sentimento, transparecer o amor, sem poder derramar as menções da alma. Não é fácil ser “forte”.

A família por vezes é amparo, por outras, é luta, sobrevivência. Não se sabe quando se volta da linha de frente; e se voltar, já não se sabe como.

Uma linha eterna, mesmo quando não há guerra.

A linha é um limite invisível que muitos não veem. O front é um local de transcender sentimentos, de guarnecer, de permanecer.

Na linha da frente perde-se amores, ganha-se amigos; na passagem civil que muitos não esperam, é o hell.

Não sou a linha de frente, embora sinta.
Não estou na linha de frente, embora seja.
Não é a linha que separa quem sim, e quem não, mas as necessidades do ser.

É de frente pro corpo, que vejo o quanto somos poeira.

Somos fumaça de cores irradiando. Um corpo luminoso transcendente. Te olhando pela última vez, cortando os laços com a linha da vida.

O quanto na frente tu estás?

A frente do tempo, do terremoto, do céu.
A frente do espírito, do ser, do saber.
A frente das decisões, da máxima dedicação, da evolução.

Eu sei que está à frente,
Na linha de frente das escolhas.
Tanto em sentimentos, quanto em permanências.

Tens consciência do propósito?

Tu consegue ver, sentir!?

Se cuida amor. Se cuidem!

Aho.

O amor é encanto.

Eu vim falar do amor, mas amor é muito singelo, muito vago, muito doce.

A nove anos atrás fui abençoada com um dom sublime do amor.

Eu, um ser egoísta transformada em mãe.

Perdida!

Mas aprendi a amar com amor, tô aprendendo. Aprendi também a sofrer com as dores alheias. Ainda estou aprendendo (acho que sim). De um jeito cômico e desastroso, mas aprendendo.

No meio desse amar, eu descobri algo,

Amor não é só encanto,

Não é só encantamento.

Temos o dom de transformar encantos em soluções, em sonhos, em amor, mas, há de ser primeiro encanto aos olhos.

Então se encante!!

Por gentileza, se encante!!!

Porque amor é puro encanto!

Amor está acima do convívio.

Amor não começa no emocional, e sim no racional.

Amor começa quando os olhos sorriem juntos.

O amor está nos sarcasmos, na profundidade da íris.

No mangue,

Nas raízes,

Nas orquídeas,

Na terra,

Na lua,

Nas estrelas,

No mar,

Nos olhos da minha filha.

Amor não cultiva só com sentimentos, cultiva na mente.

Amor não dura só um instante do encantamento, amor dura pra sempre.

O encanto dura, o encanto ecoa.

| inspiração |

O processo de inspiração é algo que sempre me seduz, seja para um texto idiota, seja para uma joia nova.

Dentro do amor, existem várias nuances, entre ela está o encanto, do próprio amor, do próprio saber, das ternuras do ser, das crenças, e da esperança.

Na inspiração existe sempre encanto, depois Amor. Existe sempre algo a admirar, para só depois projetar o amor.

Desse amor, existe pessoas, que eu admiro, que eu acredito, que eu tenho fé no plantar, tem pessoas que eu amo amar. E existe aquelas pessoas que se pudéssemos amar, amaríamos intensamente.

Amor tem muitas faces, mas em todas elas eu vejo Deus.

Contudo, ame!

~ fogo que consome, e aparta; renascimento!

Ainda sobre a lua de sangue, não o eclipse, não a lua que foi vista no universo, mas os esquiços da lua que regeu o ser, as emoções, os sentimentos, as decisões.

A lua que nasceu com todas as possibilidades de escolhas novas, lua que cresceu limpando tudo que já não acrescentava ao espírito, que fez poderosos caírem, que trouxe divisão, que revelou máscaras.

Lua que rasgou o céu e a alma, com palavras e toques doces, com vivências quentes, e frutos de intimidades.

E foi crescendo, trazendo clarividência de situações ocultas, de medos, de sentimentos oprimidos, de emoções divididas, de comunhão, de vivências espirituais, de indecisões.

Lua esta, que cresceu nos corações, lavando o corpo, revelando planos, apartando desejos, afastando emoções, cobranças, mostrando o joio, revelando as flores, derramando lágrimas, sufocando o ar, trazendo objetivos, revelando e cobrando coisas do Alto!

A lua cresceu e brilhou bem no alto, enquanto ventos do Norte, sopravam forte quem somos, declamava nossa ancestralidade, nossa paternidade, a herança e os deveres de filhos.

O vento uivou quem éramos, quem precisamos ser, e os anjos clamaram por quem deveríamos estar sendo para aos nossos.

E a lua de sangue foi surgindo no céu, enquanto lágrimas pesadas foram derramadas na pele, no espírito, na flor.

Eu não sei quantos tipos de Amor existem, mas, eu amei, amo!

Deixar ir, quem se quer no coração, na pele, na poesia e no paraíso nunca será fácil. Desfazer olhares, apagar sorrisos, ofuscar o riso, esconder afeto, é algo doído, dói, é tipo um veneno no próprio espírito, e isto, não é negociável.

Se não é agradável nos céus, entrega!

As coisas que vêm da montanha das águias são grandes demais pra interferirmos. O preço à pagar também é alto! Mas, é preciso!

O amor vai continuar existindo, mas minhas pétalas estão molhadas, é um longo período de cinzas, uma hora seca; morre. E vira adubo novamente…

Amor, onde quer que esteja, ore!

Começa a regar com água fluente e plantar novas sementes em jardins mortos, ressuscita os nossos!

Obrigada Senhor, tu tens sido tão bom pra nós!

A vida é tempo real, é oportunidade, é possibilidade, missão, tempo de fazer acontecer.

Nada acontece fora do tempo, fora da órbita natural, mesmo com todas as nossas escolhas, ainda assim tudo chega na hora completa do dia de ser.

Vai acontecer no dia, na hora, no tempo determinado. Enquanto isso, uma batalha acontece todos os dias, a luta é diária, e nem sempre é a mesma.

Seja no alto de uma montanha, ou nos baixos vales, a batalha vem, e tem dias que são bem difíceis.

Tenho dias que concentrar e resolver meus afazeres levam uma eternidade, assim como têm dias que seu abraço faz uma falta que nem eu consigo entender. Ninguém nesta terra será capaz de dar, de saciar com tamanho conforto.

Que possamos valorizar nossos entes queridos, e mais do que isso, que possamos Amar nossos Amores o quanto for necessário, o quanto for preciso.

Se hoje eu tenho a capacidade de cuidar e amar outras pessoas, metade disso eu devo a ela, Dagmar.

Com amor cuidou, com amor zelou, com amor me apresentou ao Pai… com amor descansou!

Gratidão por sua Existência, porque a terra não é o fim, isto aqui é só passagem.

Só estamos de passagem!

Somos um 💜

#saudades