Scarpin Azul

O salto não quebrou, descolou.

É como, a amizade, não quebra, não acaba, mas, não faz mais a alma transbordar.

As empresas quebram. A verdade, prioridades mudam, amizades diluem. O dinheiro ausenta-se, os bancos cobram.

Na maioria dos casos, problemas administrativos. Liderança. O bom discípulo, antes, conhece o caráter do líder.

Um governo bem gestado, exprimi educação, saúde, desenvolvimento e renda econômica rentável. Por consequência, relações mais estreitas, maior crescimento. Estabilidade. Amizades, sólidas.

Se governar requer muito, a amizade, também precisa das exigências.

Continua leyendo “Scarpin Azul”

Não era o amor..

Três da tarde,
o telefone tocou,
não era o amor,
nem a esperança.

Era o vazio do tempo,
carregado na mensagem cheia.
Extremos em momentos,
reação do vazio.

Um fim com despedidas,
uma consciência equilibrada.
Pele que escorre o sentir,
fim que alivia a dor.

Místico de dois tempos,
morte, nos versos futuros.
Texto translúcido,
enterro de um tempo

O telefone tocou amigo,
não era o amor.
Era a incompreensão na dor,
era seu filho pedindo colo.

Foi a enfermidade necessária,
as exigências do corpo,
pras pendências da alma.
Tempo que foi e não há.


Que o espírito permaneça na mesma paz que doou e na mesma sintonia que sempre emanou.

Que a Luz esteja com os teus.

[ anjos ]

Penso que os anjos estão por aí, por toda parte…


Tem anjo que te acorda com xícara de café, uns com abraço, outros abrindo a janela para você ver o sol.

Tem anjo que te levanta no grito por causa de um montão de tarefas que você tem para fazer, outros anjinhos te acordam com beijinhos babados… rs

Tem anjo que envia mensagens antes de ir dormir, outros te enviam e-mail ainda de madrugada.

Tem anjo que de longe, envia energia positiva através de meditação.

Tem anjo que enche seus ouvidos de paz, te encharcam de amor, com a simples e pura conexão estabelecida.

Tem anjo que em silêncio, ora e reza para que Deus cuide de você, quer melhor demonstração de afeto que essa?

Continua leyendo “[ anjos ]”

O Ninguém

Para Ninguém

Faça o rezo pro moço.
O moço que não era ninguém,
nos caminhos de um outro alguém.
Peça pra não permanecer no raso.

Porque na vida sorrateira da alma,
nada, é mais um caso do acaso.
E o raso, esconde o profundo,
perdidos do outro lado do mundo.

Faça a prece do moço.
Do moço que é lugar de outro,
mesmo que as mãos adormeçam,
peça pra que não fique vazio.

Porque no seu canto do rezo,
o raso se faz completo.
E o nada, nunca é vazio,
encontro do lado de lá da terra.

Faça a poesia do tambor.
A mágica do tempo!
Sinais com fumaça,
ecoam os sonhos.

| relacionamento |

Ao amigo José Júnior – que tu possa seguir… feliz!

Imagem: pinterest


O que não deu certo nessa relação?

A maturidade, desencanto, os sonhos… Deve ter sido muito amor.

Amor de sorrir os olhos, de vagar na lua, voar nas estrelas, de desfazer o pranto. Daqui, da minha tela, do outro lado da estrada, do outro lado do rio, vejo seus olhos, mas não reconheço o dela.

Observo, seu sorriso grande, e a ternura na voz, e por alguns instantes, consigo enxergar a lágrima que derramaste na noite passada, quando ninguém sabia, e ela, ainda escutava-te. Ela ainda te olhava, admirava, te possuía, e te amava.

Nunca faltou amor. Vocês foram amados, foram felizes, foram engraçados. Por muito tempo, vocês foram o casal mais fofo entre os amigos, e ainda são, só que agora, separados.

A relação deu certo, muito certo, gerou o fruto mais sagrado de uma união, um ser. Ser divino, ser presente, ser construído.

Com o nascer da vida, uma nova história, um novo amor, uma velha matemática.

O despertar, em uma alvorada.

Somos Todos Um.

resquícios

Estamos na mesma concha envoltos em um desejo, desenhados na mente, em corpos cansados, falecidos, sombrios.

Desde o último encontro com o cosmo, as energias foram renovadas e o corpo ficou estacionado no tempo, melhor, na família, tentando colocar o resto do amor que sobrara.

Como foi-vai as tentativas?

Sinceramente, respeito profundamente a história, a vivência, a responsabilidade diante desta honrosa luta.

São guerreiros, e necessitam de anjos protetores iluminando o caminho.

Não é fácil, nem sempre condizem com o humor de um dia estressante, de um desejo.

Não faria diferente, tão pouco depois. Nem sei se teria essa responsa.

É bem mais complicado, do que ser somente complicado.

Bora tomar um café, faz sinal de fumaça?

Aumenta o rock de garagem!

#topagandopranãoterproblema

| nude |

O nude da alma incomoda pessoas, incomoda os hipócritas da sociedade doentia.

Despir a alma, requer olhar para algumas verdades, por vezes, bem feias, fedorentas e doloridas.

A nudez pode revelar defeitos, e descrever um enredo muito diferente daquilo que se conta, ou vive.

Eu prefiro a nudez da alma, carregada de feridas, mas, desprendida de incertezas.

Cansei de batom nude!

Se a pretensão é ser grande, alcançar altos voos, mesmo, que seja no lugar que estás.

Se os sonhos, de alguma maneira envolvem pessoas, vidas, então, é preciso aprender a lhe dar com a exposição, de todas as formas, e não propriamente da imagem.

Continua leyendo “| nude |”

~ hello?

Eu devia escrever uma carta
Recitar um poema excêntrico
Descrever notas puras e delicadas
E colocar a fantasia mais perversa

Mas, cheguei nua, fria e silenciosa
Despida das máscaras, das fraquezas
Larguei a lassidão e as avarezas
Pintei o rosto, e vim de cara abatida

Limpei a lama, a cama, o corpo
Lavei os pés, os anéis, e a alma
Devolvi suas notas, suas pratas
Queimei alianças!

Paguei a suíte do motel, a melhor
Joguei as flores na hidro
Espuma, vinho e um bom livro
Seu som aos ouvidos

Desliguei os desejos
Me vesti pros ensejos
Coloquei meu salto
Mergulhei sem fim

“- Hello, Baby?”

Comprei duas cafeínas
Doei mais vinte minutos
Não cobrei, não reclamei
Só gozei!

Era mais uma ligação em inglês
Não era o americano, não era o ex
Não era o amor,
Nem o português

Seja uma bênção!

Se chama de irmã, primeiro diz qual a sua missão na terra.

Caso não saiba, saia da tua bolha, descubra, e, se julgar necessário procura.

Se tu chama de amiga, primeiro diz quanto vale a lágrima de um aprendiz.

Caso não saiba, não se preocupa, passarás algumas luas aprendendo.

Se tu chama de mina, moça, mulher, amor, primeiro disserta sobre o respeito.

Independente do discurso, continue aprendendo, evoluindo, crescendo.

Gratidão por hoje.

Prudence!

Arquivo @temflor


Pinheiros,

Os dólares do carro voaram…

O vento forte bateu, brotou, rodopiou, cuspiu nos vidros, no rosto ainda sujo do batom barato, e na velha bolsa roxa, jogada no banco do carona.

Os dólares voaram velozes, pareciam uma ciranda sumindo no ar, rapidamente escaparam pela janela. Uma freada brusca na rodovia, e a tentativa nula e paralisada de tentar recuperar os pássaros perdidos.

Continua leyendo “Prudence!”