~ voo da águia ~

No alto a visão é mais clara.
No alto o olhar não ofusca.
No alto meu voo é mais planado.
No alto a leveza invade meu sorriso.
No alto observo todas as possibilidades.
No alto desfaço as armadilhas.
No alto ouço com mais clareza.
No alto a sabedoria é discernimento.
No alto subo aos céus em voos rasantes.
No alto danço um balé com os anjos.
No alto descanso em sono tranquilo.
No alto me conecto e reconecto.
No alto a natureza é mais que viva.
No alto todo animal comunica contigo.
No alto toda planta é essência e cura.
No alto as doenças não existem.
No alto o respeito é lealdade.
No alto cuido das pessoas que amo.
No alto amo-me mais que ontem.
No alto amar o irmão é verdadeiro.
No alto toda hipocrisia desaparece.
No alto o ego desfaz, você reaparece.
No alto todos brilham igual estrelas.
No alto minha cor de pele é luz.
No alto balanço na mais alta árvore.
No alto risco o céu e modelo as nuvens.
No alto ceio com deus.
No alto os pássaros entoam um só canto.
No alto as crianças são livres.
No alto a grama é luxo.
No alto eu curo os meus descendentes.
No alto a fé é concentrada.
No alto o amor é pureza.
No alto, na montanha, deus revela aos filhos.
No alto da montanha somos todos um.

É necessário abrigar os sonhos nas mais altas montanhas!

📌 percepções

Olhares e linhagens de corpos e pensamentos!

Da alma restituída em milhares de faces.

O ser que grita, esperneia e morre nas mãos do Criador.

Criador e Criatura!

Criaturas, seres de luz, agora envolvidos em hipocrisias, egoísmos e desavenças.

Não somos assim, não sejamos.

Somos a face divina do Criador e deveríamos estar refletindo sua essência, sua luz, seu amor.

Somos os Co-criadores!

🎯 Que reconheçamos o que nos impede de crescermos e de evoluirmos.

E que o Amor renasça, das cinzas dessa fogueira.

Somos mais! Mais do que esta realidade insiste em nos transformar.

Não resiste o Amor, onde o ego grita!

Mas, existe dores e barulhos, muito barulho, muita dor…

📖 Meditação: João 3

Não era o amor..

Três da tarde
O telefone tocou
Não era o amor
Nem a esperança

Era o vazio do tempo
Carregada na mensagem cheia
Extremos em momentos
Reação do vazio

Um fim com despedidas
Uma consciência equilibrada
Pele que escorre o sentir
Fim que alivia a dor

Místico de dois tempos
Morte nos versos futuros
Texto translúcido,
Enterro de um tempo

O telefone tocou amigo
Não era o amor
Era a incompreensão na dor
Era seu filho pedindo colo

Foi a enfermidade necessária
As exigências do corpo
Pras pendências da alma
Tempo que foi e não há

Que seu espírito permaneça na mesma paz que doou e na mesma sintonia que sempre emanou.

Que a Luz esteja com os teus.